Qual a Função de um Analista de Sistemas

ANALISTA_DE_SISTEMA
ANALISTA_DE_SISTEMA

Analista de Sistemas

O analista de sistemas deve ser capaz de compreender as disciplinas de engenharia de software e as das atividades da organização. A relação existente entre essas duas áreas e o nível corrente de tecnologia determinam a interação entre o exequível e o desejável.

ada aplicação em potencial deverá ser submetida a uma séria de exames para se verificar se, de fato, a função solicitada apresentará a qualidade de desempenho almejada pelo usuário. Se a melhoria em questão parecer ser viável, e havendo os recursos necessários à elaboração da aplicação, o projeto recebe a permissão para prosseguir. Nesta conjuntura, o papel do analista de sistemas muda e o detalhe citado anteriormente deve ser substituído. Para tanto, torna-se necessário identificar as funções que serão entregues quando a aplicação terminar. As funções representarão os “testes” que a aplicação completa deverá satisfazer, a fim de provar que os requisitos foram, realmente, atendidos.

Depois que se estabelece o detalhe e se especifica totalmente o “que” pelo menos em sua versão primeira, o papel do analista de sistemas muda mais uma vez, passando a ser o de arquiteto do software e gerente de projeto. O “que ”deverá ser transformado em “como”, simultaneamente á verificação contínua de que a aplicação permanece atendendo ás especificações detalhadas do sistema.

As funções de serviço atribuídas ao analista de sistemas e a profissão ligada á analise de sistemas são extremamente vastas. Muitas organizações definem uma categoria denominada programador / analista, ampliando ainda mais a descrição. Assim, de acordo com a abrangência do título do cargo tanto as organizações quanto os indivíduos se enquadram numa larga gama de usos. As organizações maiores possuem departamentos distintos para analise e programação e contam com analistas que “vivem” ou num grupo ligado a análise de desenvolvimento de sistemas, ou na organização do negócio que utilizará a aplicação. Algumas organizações possuem o cargo de arquiteto de sistemas; outras, o de gerente de projetos e outras ainda o de projetistas de sistemas. Usar-se-á, aqui, uma definição, relacionada com a função e não com as pessoas que desempenham os papéis. A analise de sistemas será discutida em termos de tais funções, desde suas definições básicas até o atual, escrita em código, exclusive…
Retirado da matéria de Análise e Projeto de Sistemas, na Faculdade de Tecnologia de Sorocaba.

Tecnólogo em Processamento de Dados

Atuando nas áreas de Análise de Sistemas, é capaz de desenvolver e administrar projetos de Sistemas de Informação. Conhece características de equipamentos, estando apto a fazer estudos de necessidades e viabilidade técnico-econômica de equipamentos e Sistemas de Informação. Conhece administração de empresas, podendo vir a ser analista de organização ou mesmo assumir todos os níveis de chefias na área de Informática. Pode dedicar-se ao ensino e à pesquisa, dentro do seu campo profissional. Conhece linguagens de programação comerciais e científicas, podendo realizar manutenção de sistemas de computadores e, ainda, como analista de software, pesquisar a otimização e aplicação de sistemas. Pode atuar no dimensionamento, implantação e gerência de redes de teleprocessamento. Conhece estruturas de dados e pesquisas a arquivos, estando habilitado a atuar em áreas de Administração de Dados e Administração de Banco de Dados.

Veja os Salário médio dos Profissionais de Informática.