Padrões de Rede Wireless 802.11

Em seus primeiros modelos, a tecnologia Wireless utilizava o infravermelho para fazer a comunicação entre os dispositivos. O modelo exigia que os transceptores (dispositivos capazes de transmitir e receber dados simultaneamente) estivessem voltados um para o outros em uma área livre de interferência física, um problema que limita muito a capacidade de transmissão, já que  os aparelhos devem estar praticamente no mesmo ambiente, livres de paredes ou quaisquer outros objetos que possam atrapalhar a troca direta entre os dispositivos.

Em meados de 1986, o FCC, organismo norte-americano de regulamentação, autorizou a utilização da tecnologia de transmissão em rádio frequência “Spread Spectrum” na banda de transmissão ISM, em 900 MHz, 2.4 GHz e 5.2 GHz. Até então essa tecnologia era de uso exclusivamente militar.

Redes sem fio ou wireless são um sistema flexível de comunicação, implementado como uma extensão ou alternativa para as tradicionais redes com cabos. Os dados são transmitidos por ondas eletromagnéticas, como as de rádio frequência, que não precisam de material para propagação, eliminando o uso de cabos e permitindo a mobilidade dos usuários.

Interligam computadores e outros equipamentos, de modo limpo, sem a necessidade de cabos ou reformas.

Diagrama funcionamento do Wi-Fi

diagrama funcionamento do wi-fi
diagrama funcionamento do wi-fi

Hoje, as redes sem fio utilizam o mesmo conceito de recepção utilizado por rádios, telefones celulares e equipamentos similares, que fazem uso de ondas para transmitir e receber sinais. Isso acontece porque as frequências de 2,4GHz e 5GHz têm um comprimento de onda tão pequeno que os sinais podem atravessar objetos sólidos, como paredes, por exemplo, permitindo uma transmissão de dados mais abrangente, mas não perfeita. Ainda é preciso planejar muito bem a rede para que não haja alguma surpresa desagradável.

Padrões IEEE 802.11 rede Wireless

IEEE 802.11a

Chega a alcançar velocidades de 54 Mbps dentro dos padrões da IEEE. Esta arquitetura opera na frequência de 5 GHz e inicialmente suporta 64 utilizadores por Ponto de Acesso (PA). A sua principal vantagem é a velocidade e a maior desvantagem é a incompatibidade com os padrões 802.11 b e g.

IEEE 802.11b

Alcança uma velocidade de 11 Mbps padronizada pelo IEEE. Opera na frequência de 2.4 GHz. Inicialmente suporta 32 utilizadores por ponto de acesso. Um ponto negativo nesse padrão é a alta interferência tanto na transmissão como na recepção de sinais, porque utiliza portadora de 2,4 GHz, a mesma utilizada por telefones móveis, fornos micro-ondas e dispositivos bluetooth.

IEEE 802.11g

Baseia-se na compatibilidade com os dispositivos 802.11b e oferece uma velocidade de 54 Mbps. Funciona dentro da frequência de 2,4 GHz. Tem os mesmos inconvenientes do padrão 802.11b (interferências com outros equipamentos).

Tabela comparativa de padrões Wi-Fi

tabela comparativa de padroes wi-fi
tabela comparativa de padroes wi-fi

Como identificar o melhor padrão para rede sem fio

O padrão mais conhecido atualmente é o 802.11b (também chamado Wi-Fi), criado em 1999. O protocolo 802.11a surgiu como uma opção muito mais rápida mas, por utilizar uma frequência diferente, não apresenta compatibilidade com o padrão anterior. A solução para o problema veio com a criação do 802.11g, que possui a mesma velocidade do “a” e compatibilidade total com o “b”.

Os consumidores não precisam ficar preocupados com a questão da coexistência ente os modelos. Todos os produtos que chegam ao mercado som o selo Wi-Fi são compatíveis entre si, desde que operem em uma mesma banda, seja 2,4Ghz ou 5GHz.

Fonte: Criar Sites, Digerati, TSIN Uninove